Técnica

Técnica para orientação fundamentada na Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)

Autocontrole – O autocontrole baseia-se na capacidade que a pessoa tem de observar o seu comportamento durante as diversas fases da orientação psicológica para obesidade e acima do peso pode estar presente em várias fases:

a) Anotação da evolução do peso corporal.

b) Monitorização qualitativa da fome antes e depois das refeições.

c) Tomada de consciência do estado emocional antes e depois da toma do alimento.

Controle de estímulos – As refeições marcam um momento importante em que o comportamento do obeso pode ser decisivo, por isso, para atenuar os mecanismos que precipitam desvios é orientado que a pessoa limite os estímulos ambientais para manter o foco no ato de alimentar-se.

Reestruturação cognitiva – A reestruturação cognitiva pretende mudar a forma como a pessoa vê sobretudo ao nível da imagem corporal. É necessário perceber a motivação para que se adapte a orientação e se explique o tempo médio necessário para este atingir o peso pretendido. A reestruturação cognitiva pretende, numa primeira fase, fazer a pessoa perceber as metas que pretende alcançar e, como objetivo máximo, uma melhor qualidade de vida física e emocional.

Lidar com o stress – O stress é um fator de risco pois pode em muitos casos precipitar a quebra e até mesmo a destruição de todo o processo de orientação e a recuperação do peso. Para que todo o trabalho feito não fique perdido é necessário evitar o stress. Para atenuar o stress o terapeuta pode ensinar técnicas de respiração e de relaxamento muscular que serão aqui uma variável importante.

Treino da recaída – Muitas vezes os doentes obesos não têm a capacidade de resistir a situações de alto risco (p.ex. uma fatia de um bolo num casamento) e acaba por suceder uma recaída, pois antecipam o prazer imediato e ainda não possuem estratégias de coping (estratégias de enfrentamento são esforços cognitivos e comportamentais para lidar com situações de dano, de ameaça ou de desafio quando não está disponível uma rotina ou uma resposta automática) para evitar o estímulo, acabando por sentirem que fracassaram e que não possuem autocontrole. Para lidar com este tipo de situações, identificam-se os maiores perigos de recaída para a pessoa obesa e treinam-se as aptidões necessárias para lidar com elas e com possíveis fracassos, pois, assim, quando passarem por estas ocasiões, não sintam que não são capazes.

O treino auto afirmativo -É um treino que tem por objetivo ensinar a pessoa a recusar assertivamente alimentos oferecidos por outros do meio social.

Educação Nutricional –Orientação da sua própria nutricionista. É importante que a pessoa conheça as regras alimentares, bem como os benefícios de uma alimentação saudável. Para que, desta forma, tenha capacidade e se sinta motivado para ter uma alimentação saudável.

Informação acerca do exercício físico – A pessoa deverá conhecer as vantagens do exercício físico, tanto para o seu objetivo da redução do peso bem, como os benefícios que dizem respeito a redução do stress.

Resolução de Problemas – Técnicas de resolução de problemas são ensinadas as pessoas; estes aprendem a identificar situações que funcionam como gatilhos e, a partir disto, são estimuladas a criarem soluções, a selecionar uma delas e a avaliar o resultado obtido.