O alto poder “engordativo” do NÃO

NAOO problema está no conflito em querer comer e perceber que não precisa e recusar, correto? Esse NÃO, de dentro pra fora, não restringe nem lhe priva de seus desejos, é preciso somente negociar consigo mesma: “agora não” “daqui a pouco” …

Parece simples…mas não é….

Equivale quase a pacificar a “criança mimada” que anseia por satisfação imediata!

Saber lidar com a palavra “NÃO” exige treino! Devemos começar com pequenos atos, o que não significa limitar ao outro mas sim, saber quais são os seus limites os quais você quer respeitar a partir de agora.

Essa dinâmica tem início lá atrás…Lembra-se daquele brinquedinho que você adorava e muitas vezes foi obrigado a emprestar à custa de um castigo?

Pois é, desde a infância, somos incentivados a nos esforçar para socializar. Um forte aprendizado para cedermos aos desejos do outro em detrimento do nosso. O tão conhecido “engolir sapo” (com alto teor engordativo).

Num misto de solidariedade e compromisso, aprendemos a estar sempre à disposição. Qualquer pensamento que contrarie essa premissa gera medo de magoar e mais de sermos rejeitados. “Para muita gente, aceitar tudo é uma condição para manter relacionamentos, ser amada e aceita”. A gentileza, a amizade e a solidariedade são realmente qualidades louváveis, mas não ao custo de anular-se, ou seja, suprimir suas próprias vontades e ideias para agradar.

Aceitar, de pronto, todos os pedidos alheios costuma provocar um sentimento de frustração. Nós podemos nos arrepender de dizer “sim” e depois somos atormentados por aquele mal-estar por um tempo.

“Dizer sim ao outro em algumas oportunidades significa dizer não a si próprio.”

Aquela pessoa muito boazinha nem sempre é a mais valorizada. Posicionar-se é uma forma de mostrar ao mundo que você faz escolhas sobre a própria vida e que exige que elas sejam respeitadas.

Se um pedido gerou em você incômodo ou mal estar, peça um tempo para pensar antes de responder. Analise as consequências de sua resposta, para se colocar em primeiro plano, não é preciso agredir ou ofender, para justificar a recusa, basta mostrar que as perspectivas divergem, sem querer ditar o que é certo e o que é errado.

Você percebeu quantas emoções, sentimentos e “sapos” estão contidos em um simples NÃO?!

Imagine só no contexto do seu dia-a-dia quantas outras palavras têm peso maior ou semelhante ao NÃO e, provavelmente, você as desconheça…mas não deixa de sentir…

Que tal identificar a causa desses sentimentos, tratá-los, tornar-se fortalecida para posicionar-se e mudar de atitude?

Esse é o objetivo do Emagrecer Consciente!

Parece estranho, mas você sabia que a compulsão por comida motivada por razões emocionais é a segunda maior causa de obesidade no mundo? Leia: Psicólogo para emagrecer? Tá doido?

O Emagrecer Consciente é certificado pelo Conselho Federal de Psicologia para a realização de orientações psicológicas de maneira online, tornando acessíveis: deslocamento e investimento. Saiba como funciona a orientação online e suas vantagens na matéria Emagrecer “olho no olho” 

Atendemos individualmente ou em grupos (com formação ainda em outubro!)

Entre em contato: contato@emagrecerconsciente.com.brwww.emagrecerconsciente.com.br

“Você precisa ser feliz para emagrecer e não emagrecer para ser feliz”

Posted in:
Articles by
Published: